Novos Títulos Brasileiros Lançados no Exterior IV

vanessamataO autorVanessa da Mata é compositora e cantora consagrada de MPB – Música Popular Brasileira, já tendo lançado cinco álbuns musicais. A filha das flores é seu romance de estreia

Vanessa da Mata A filha das floresO livro – Em A filha das flores, a personagem Giza tem na fantasia o recurso possível para lidar com a realidade nua e crua na infância e no duro processo em  direção a vida adulta.

O tradutor – Kirsten Brandt é tradutora para o alemão do catalão, espanhol e português. Em 2005, recebeu o Prêmio de Tradução da Embaixada da Espanha na Alemanha. Entre outros, já traduziu obras de Rosa Montero, Roberto Bolaño e Francisco José Viegas.

A editora – List  é a casa editorial mais antiga de Berlim, foi fundada em 1814.  Sua linha editorial é definida como: “puro prazer da leitura”. Em seu catálogo encontramos  desde romances policiais a grandes nomes da litreratura mundial, além de livros de não-ficção. A editora busca oferecer entretenimento inteligente embalado em projetos gráficos cuidadosamente elaborados.

crédito da foto do autor: http://www.vanessadamata.com.br/upload/slide/foto_03.jpg

volutinha

Jorge_amadoO autorJorge Amado é um dos escritores brasileiros mais conhecidos e traduzidos no exterior. Suas obras foram editadas em mais de 55 países e traduzidas para mais de 50 línguas e dialetos, além de diversas adaptações cinema e televisão. Em 1994 foi agraciado com o Prêmio Camões, um dos prêmios de maior prestígio de literatura em língua portuguesa.  O autor também foi indicado duas vezes para o Prêmio Nobel de Literatura.

jorge amado os velhos mar ou o capitãoO livroOs velhos marinheiros ou o capitão de longo curso é uma narrativa cheia de humor e personagens pitorescos e  também uma crítica mordaz da sociedade brasileira e seus costumes.

O tradutor – Emilia Tsenkova tem mais de 60 anos de atuação na área, foi uma das fundadoras do departamento de língua espanhola da Faculdade de Letras da Universidade de Sofia Klimente Ohridski, onde atuou como professora em diversas disciplinas. Recebeu diversos prêmios durante sua carreira. Traduziu Jorge Amado e diversos autores espanhóis para o búlgaro.

A editora –  A editora Colibri publica os grandes nomes da literatura mundial. De Jorge Amado,  publicou também Dona Flor e seus dois maridos e Gabriela, cravo e canela. A casa foi criada em 1990, imediatamente após as mudanças políticas no país. A qualidade das traduções  e o esmero de suas publicações colocam Colibri em um lugar de destaque no meio editorial búlgaro.

gabrielaO livro – Gabriela cravo e canela é um dos romances mais famosos de Jorge Amado. O livro retrata a  estrutura social e cultural da região de plantio de cacau no sul da Bahia e como a chegada de Gabriela, uma bela jovem e grande cozinheira, mexe com os paladares e questiona os valores e costumes locais.

O tradutor –  Violeta Jagev é interprete e tradutora do espanhol para o macedônio. Malenkova Terzijan Margarita é professora e tradutora membro da Associação  de tradutores literários macedônios. Em sua trajetória traduziu além de vários obras literárias, legendas de filmes, documentários e filmes de animação, do italiano, francês, sérvio e espanhol.

A editora – Antolog tem a linha editorial voltada basicamente para a tradução de autores estrangeiros para o macedônio e é ativa na missão melhorar os contatos culturais entre a Macedônia e outros países da Europa e do resto do mundo.

crédito da foto do autor: www.companhiadasletras.com.br/autor.php?codigo=02516

volutinha

antoniotorresO autor –  Antônio Torres é jornalista,  redator publicitário e escritor. Entre os seus mais conhecidos estão Essa terra e O cachorro e o lobo. Em 2007 venceu o Prêmio Jabuti por Pelo fundo da agulha. Na França, foi condecorado com o título “Chevalier des Arts et des Lettres” em 1998. Foi  eleito para a Academia Brasileira de Letras em 2013.  Seus livros foram traduzidos em mais de 11 países.

Antônio Torres Essa terraO livro – Essa terra. Encontrar uma vida melhor  em uma das grandes cidades da região Sudeste do Brasil foi o sonho de muitos imigrantes nordestinos, inclusive do autor. O livro trata do impacto sentido pelo imigrante para se adaptar na cidade grande. Traduzido na França, Alemanha, Itália, Holanda, Inglaterra, Estados Unidos, Israel e Cuba, recentemente foram abertas as negociações para sua publicação na Albânia, Romênia e Paquistão.

O tradutor – Una Krizmanil OLegovid é historiadora da arte, tradutora e professora de inglês e português. Colaborou como tradutora de português para o croata para o Festival Europeu de Contos, quando o Brasil foi o país homenageado. Participou também de projetos no âmbito do Programa Cultura da União Européia.

A editora – Hena Com  foi fundada em 1995.  Autores contemporâneos com destaque no cenário internacional fazem parte de seu catálogo.

crédito da foto do autor: http://www.antoniotorres.com.br

volutinha

manoel2-thumb-600x355-6870O autor – Manoel de Barros era advogado, fazendeiro e poeta. Em 1937 teve seu primeiro livro publicado, Poemas concebidos sem pecado. Mesmo reconhecido no meio literário, apenas ganhou notoriedade nacional quando o Livro sobre nada ganhou o prêmio Nestlé de Literatura, em 1997,  e depois em 1998, o Prêmio Alphonsus de Guimaraens da Biblioteca Nacional.

livronadaO livro – Livro sobre nada, sua obra mais conhecida, é assim por ele apresentada:

“… Mas o nada de meu livro é nada mesmo. É coisa nenhuma por escrito: um alarme para o silêncio, um abridor de amanhecer, pessoa apropriada para pedras, o parafuso de veludo, etc, etc. O que eu queria era fazer brinquedos com as palavras. Fazer coisas desúteis. O nada mesmo. Tudo que use o abandono por dentro e por fora.”

O tradutor – Giorgio Sica,  além de tradutor, é professor de literatura, escritor e poeta premiado.

A editora A Oèdipus foi criada em 1997 para se tornar uma testemunha de novos caminhos para a poesia e a narrativa, vocação acompanhada pela inclinação para a pesquisa histórica e cultural.  Questões relacionadas a literatura e cultura latino-americanas também estão no seu foco de atenção.

crédito da foto do autor: lounge.obviousmag.org/embriaguez_artistica/2012/03/manoel-menino-de-barros.html

volutinha

alberto_mussa-200x200O Autor – Alberto Mussa é romancista, contista e tradutor. Estreou com escritor em 1997, com o livro de contos Elegbara, inspirado na mitologia dos nagôs, etnia africana que trouxe o candomblé para o Brasil. Seus livros são objeto de estudo em universidades no Brasil e no exterior, atraindo interesse da crítica e do público.

osenhorO Livro – O senhor do lado esquerdo foi o vencedor do Prêmio Machado de Assis, categoria Romance, da Fundação Biblioteca Nacional, e do Prêmio ABL de Ficção em 2012. A obra foi publicada em 14 países e traduzida em dez idiomas (inglês, francês, espanhol, italiano, turco, árabe, romeno, búlgaro, armeno e albanês). Neste romance o autor aponta, através da história do assassinato de um político, o papel do erotismo como um dos elementos fundadores da cultura carioca.

O tradutor – Pere Comellas  traduz do português e do francês para catalão e espanhol. Entre outros, traduziu autores como Érico Veríssimo, Mia Couto, Miguel de Sousa Tavares e Edgar Morin.  Susanna Ramosjá traduziu contos e peças de teatro de autores portugueses. Esta é a primeira vez que assina a tradução de um romance brasileiro.

A editora – Desde a sua criação em 1992, Angle Editorial tinha o desejo de ser uma editora independente, uma via alternativa para a publicação de obras em catalão. A busca pela qualidade, tanto em termos de conteúdo quanto a aspectos formais, é sua preocupação maior. Em seu catálogo encontram-se obras de ficção, ensaios, poesia, humor, biografias e memórias, etc.

O homemO tradutor – Hubert Tézenas tornou-se inicialmente tradutor apenas para custear suas viagens pelo Brasil, onde viveu por dez anos. Retornando à França, traduziu obras de Alberto Mussa e Edney Silvestre, entre outros. É autor do romance O ouro de Quipapá, publicado no Brasil em 2014 pela editora Autêntica.

A editora – Phébus foi fundada em 1976 e relançada em 2003 pelo grupo Libella. Com um catálogo focado principalmente em literatura estrangeira, seus editores buscam lançar e relançar autores, sejam eles contemporâneos ou clássicos da literatura mundial.

Crédito da foto do autor: brazil13frankfurtbookfair.com/pt-br/autores/

volutinha

ferreira-gullarO autorFerreira Gullar é ensaísta de arte, crítico literário, biógrafo, dramaturgo e poeta. É um dos fundadores do neoconcretismo brasileiro.  Foi o ganhador do Prêmio Camões no ano de 2010 e, em 2014, foi eleito membro da Academia Brasileira de Letras.

fechaO livro – A obra é uma coletânea de ensaios retirados de três livros: Argumentação contra a morte da arte, Cultura posta em questão – Vanguarda e subdesenvolvimento e Experiência neoconcreta: momento-limite da arte. Este é o quarto livro da coleção “Nomadismos, de ensayo y pensamiento brasileño”, que pretende divulgar textos de artistas da vanguarda brasileira e ainda inéditos na Argentina. Já foram traduzidos textos de Ana Cristina Cesar, Oscar Niemeyer e Hélio Oiticica. Este projeto acabou por gerar uma contrapartida liderada pelas editoras brasileiras Circuito e Azougue Editorial, que iniciaram recentemente a publicação de uma série de ensaístas argentinos.

O tradutorTeresa Arijón e Bárbara Belloc  são poetas, tradutoras e editoras. Além dos títulos da coleção Nomadismos,  já traduziram em parceria a ficção de  Clarice Lispector e Hilda Hilst, entre outros.

A editora – Manantial é uma editora argentina especializada em ciências sociais, psicanálise, educação e política. Foi criada em 1984 e tem como meta editar o que há de melhor nestes temas, impulsionando investigações relevantes para a sociedade e à política contemporânea, buscando novas idéias, difundindo experiências e alimentando debates na esfera pública e no meio universitário.

Crédito da foto do autor: www.poesiaspoemaseversos.com.br/ferreira-gullar-poemas/

volutinha

flavia-lins-e-silvaO autor – Flávia Lins e Silva é escritora de livros infantis e juvenis, roteirista, diretora cinematográfica e jornalista. Em 2006 recebeu o prêmio João de Barro de Literatura para Crianças e Jovens, pot Nas curvas d’água. Seus livros já foram traduzidos para o alemão francês, espanhol e chinês.


Diarios de PilarO livro
– Diário de Pilar na Grécia, Diário de Pilar na Amazônia, Diário de Pilar no Egito e Caderno de viagens da Pilar formam a coleção “Viagem de Pilar”.  Os três primeiros livros tratam das aventuras de Pilar com seu amigo Breno e o gato Samba. Com o auxílio de uma rede mágica os três viajam no tempo e no espaço, conhecendo lugares e culturas diferentes. No quarto livro, Caderno de viagens de Pilar, a personagem apresenta a escrita como uma outra forma de viajar e convida o leitor a também colaborar e criar suas próprias aventuras.

viagens de PilarO tradutor – Jin Xinyi é pedagoga, mestre em tradução e professora de língua portuguesa na Universidade de Pequim.

A editora – Guangxi Normal University está localizada na cidade de Guilin, província de  Guangxi. Define-se como uma editora jovem e dinâmica de 28 anos e conta com uma equipe de 700 funcionários. Está em quarto lugar entre as 500 editoras universitárias chinesas.

pilar no egito
pilar na amazonia
autor: www.agenciariff.com.br/site/AutorCliente/Autor/21

volutinha

Anúncios
Esse post foi publicado em Literatura brasileira no exterior, Obras apoiadas, Programa de Apoio à Tradução, Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s