Editoras alemãs demonstram interesse na literatura brasileira

Desde que o Programa de Apoio à Tradução e Publicação de Autores Brasileiros foi reestruturado, em julho de 2011, 164 bolsas foram concedidas pela Fundação Biblioteca Nacional (FBN). Destas, 20 foram concedidas a editoras alemãs, um número que tornou o país o maior participante do programa desde a restruturação.

“Os alemães em geral não conhecem bem o Brasil e a literatura do país. Existem os viajantes e os eruditos, mas, no geral, a imagem do Brasil certamente pode ser aprofundada além das imagens turísticas. Por isso, acredito que todo incentivo de publicar livros brasileiros em alemão deve ter impacto e ajudar em fazer conhecer melhor a cultura brasileira.”, afirma Wanda Jakob, que está traduzindo “A Guerra dos Bastardos”, de Ana Paula Maia, que será publicado na Alemanha pela A1 Verlag.

Wanda está certa. Até julho de2011, aAlemanha mal tinha participado do programa de apoio existente. Entre 1991 e 2011, apenas quatro bolsas haviam sido concedidas a editoras alemãs. O país ainda está em quinto lugar em termos de total de bolsas concedidas durante os 11 anos do programa. A França vem em primeiro lugar, com 42 bolsas recebidas.

Michael Kleger, um dos maiores divulgadores da cultura brasileira na Alemanha e tradutor do livro “O Único Final Feliz para uma História de Amor é um Acidente”, de João Paulo Cuenca, que foi publicado pela A1 Verlag, diz que existe uma boa razão para os alemães conhecerem a literatura brasileira: “Acho que a Alemanha pode e deve descobrir a literatura brasileira. Este seria um primeiro passo. O segundo seria ver que não existe literatura ‘brasileira’, mas sim escritoras e escritores de quem eles talvez nunca tenham ouvido falar, cujo país eles talvez nem conheçam, mas que escrevem livros que lhes dizem algo. A literatura brasileira é universal”.

O fato de Wanda e Michael estarem traduzindo jovens autores é interessante. Na verdade, 12 de todas as bolsas concedidas a editoras alemãs até julho ajudaram na tradução de autores brasileiros contemporâneos. Além de Cuenca e Maia, a lista inclui escritores como Edney Silvestre, Carola Saavedra e Bernardo Carvalho, que já foram traduzidos para outros países, e como Rita Rios e Sérgio Luis Krausz, que terão seus livros publicados no exterior pela primeira vez.

O editor alemão de “A Guerra dos Bastardos”, Albert Völkmann, explica sua escolha por um romance contemporâneo: “É um romance espirituoso e divertido que cria uma complexa trama no submundo carioca. Seu repertório de humor pastelão e negro é incrível, e a jovem e excepcional autora Ana Paula Maia mostra uma capacidade tremendamente madura de elaborar intrigas e de criar roteiros. Tenho certeza de que o romance será lido por uma grande parte dos leitores alemães de romances policiais. Ele vai, além disso, mostrar um lado do Brasil e do Rio de Janeiro de hoje que os leitores alemães nem imaginam”.

Kleger concorda: “Cada um pode descobrir o Brasil que ele ou ela quiser. O Brasil é tão grande, tão contraditório, tão interessante…” No entanto, ele acrescenta: “Mas para ver tudo isso e muito mais, é preciso que as pessoas leiam. É para isso que, nós, tradutores, nos esforçamos”.

Anúncios
Esse post foi publicado em Literatura brasileira no exterior, Programa de Apoio à Tradução, Residência de Tradutores. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Editoras alemãs demonstram interesse na literatura brasileira

  1. Eliana Ribeiro Heiler disse:

    Como posso entrar no programa da Fundação Biblioteca Nacional (FBN) para receber apoio para edição inédita de obras nacional no exterior (Alemanha)?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s